Beira Atlântico

Região Vitivinícola:  BEIRA ATLÂNTICO

No interior da região actualmente delimitada com a designação Beira Atlântico está inserida a  DO BAIRRADA e estas áreas faziam parte da já mencionada região vitivinícola mais extensa que era conhecida como IG BEIRAS.

A produção de vinho na região remonta ao tempo dos Romanos, fazendo disso prova os diversos lagares talhados nas rochas graníticas (lagares antropomórficos), onde na época o vinho era produzido. Existem referências documentadas dos séculos X e XI. A tradição destes vinhos remonta ao reinado de D. Afonso Henriques que autorizou a plantação das vinhas na região, com a condição de ser dada uma quarta parte do vinho produzido. Já nos reinados de D. João I e de D. João III, foram tomadas medidas de protecção para os vinhos desta área do País, dadas a sua qualidade e importância social e económica. Estendendo‑se desde o Minho até à Alta Estremadura, é uma região de agricultura predominantemente intensiva e multicultural, de pequena propriedade, onde a vinha ocupa um lugar de destaque e a qualidade dos seus vinhos justifica o reconhecimento da DOC “Bairrada”.

Para a certificação dos produtos vitivinícolas com direito à DO Bairrada e à IG Beira Atlântico foi oficialmente designada a Comissão Vitivinícola da Bairrada, que também pode ser identificada pela sigla CVB.

Os solos são de diferentes épocas geológicas, predominando os terrenos pobres. Dividem‑se preponderantemente entre terrenos argilo‑calcários e longas faixas arenosas, consagrando tipos bem diversos consoante a predominância de cada elemento. A vinha é cultivada predominantemente em solos argilosos e argilo‑calcários. Os invernos são longos e frescos, os verões quentes, amenizados por ventos de Oeste e de Noroeste dominantes nas regiões mais próximas do mar. O clima é do tipo Mediterrânico‑Atlântico, com uma queda pluviométrica de cerca de 900 a 1.100 mm. É uma região maioritariamente plana, com vinhas raramente ultrapassando os 120 metros de altitude. Devido à sua horizontalidade e à proximidade do oceano, goza de um clima temperado por uma fortíssima influência atlântica, com chuvas abundantes e temperaturas médias comedidas. Integrada numa faixa litoral submetida a fortíssima densidade populacional, a propriedade rural encontra‑se dividida em milhares de pequenas parcelas, com dimensões médias de exploração raramente ultrapassando um hectare de vinha, favorecendo a presença de grandes adegas cooperativas e de grandes empresas vinificadoras, a par de um conjunto de produtores‑engarrafadores que muito dignificam a região. A região das Beiras abrangia uma superfície vitícola muito extensa e representava cerca de 13% do volume total de vinhos produzidos.

As fronteiras oficiais da Bairrada foram estabelecidas em 1867, por António Augusto de Aguiar, tendo sido das primeiras regiões nacionais a adoptar e a explorar os vinhos espumantes, uma vez que, na região, o clima fresco, húmido e de forte ascendência marítima favorece a sua elaboração, oferecendo uvas de baixa graduação alcoólica e acidez elevada, condição essencial para a elaboração dos vinhos espumantes.

(Anuário IVV: 147; 153‑157)

 

Tipos de produtos vitivinícolas

Vinho IG ou regional Beira Atlântico: Branco, Rosado, Tinto, Espumante, Frisante.

Sub‑região “Terras de Sicó”.

Vinhos DO Bairrada: Tinto, Tinto «Clássico», Branco, Rosado.

Vinhos Espumantes DO Bairrada.

Aguardente Bagaceira.

 

Referências importantes na região:

Informações técnicas: COMISSÃO VITIVINÍCOLA DA BAIRRADA ‑ Av. Eng.º Tavares da Silva, 3780‑203 ANADIA, Tel.: 231 510 180
Site: www.cvbairrada.pt E‑mail: info@cvbairrada.pt

Informações culturais do vinho da região: Confraria dos Enófilos da Bairrada, Estação Vitivinícola de Anadia, Tel. 231510330, Museu do Vinho da Bairrada, Av. Eng.º Tavares da Silva, 3780‑203 ANADIA, Tel. 231519780, E‑mail: museuvinhobairrada@mail.telepac.pt

Instituições de ensino superior; investigação vitícola: Escola Superior de Coimbra, Bencanta – S. Martinho do Bispo, 3040‑316 Coimbra, www.esac.pt; Estação Vitivinícola de Anadia, Apartado / 3781‑907 Anadia; Tel: 231 510 180 Site: http://www.cvbairrada.pt, Email: info@cvbairrada.pt

Entidade certificadora:  COMISSÃO VITIVINÍCOLA DA BAIRRADA ‑ Av. Eng.º Tavares da Silva, 3780‑203 ANADIA, Tel.: 231 510 180 Fax: 231 510 189; site: www.cvbairrada.pt;  E‑mail: info@cvbairrada.pt

Informações de enoturismo: Rota do Vinho da Bairrada, Apartado 125 – 3781‑909 Anadia; Tel.: 231 510 180, site: www.cvbairrada.pt

Informação sobre os produtores‑engarrafadores de Vinho Beira Atlântico: http://www.ivv.min‑agricultura.pt/np4/1736.html, → anuário 2011 página 158‑160
www.cvbairrada.pt

 

Designação: IG “Beira Atlântico” Vinho regional

Legislação: Portaria n.º 238 ‑ A/2011, Decreto‑Lei n.º 212/2004, de 23 de Agosto e Reg. (CE) n.º 1234/2007 do Conselho, (com as alterações introduzidas pelo Reg. (CE) n.º 491/2009)

Castas:

TINTAS: Água‑Santa, Alfrocheiro, Alicante‑Bouschet, Alvarelhão, Aragonez (Tinta‑Roriz), Baga, Bastardo, Cabernet‑Franc, Cabernet‑Sauvignon, Caladoc, Camarate, Campanário, Castelão (Periquita), Cidreiro, Cinsault, Coração‑de‑Galo, Cornifesto, Espadeiro, Gamay, Grand‑Noir, Jaen, Malvasia Preta, Marufo, Merlot, Monvedro, Moreto, Petit‑Verdot, Pinot‑Noir, Português‑Azul, Rabo‑de‑Ovelha‑Tinto, Rufete,  Sousão, Syrah, Tannat, Tinta‑Barroca, Tinta‑Carvalha, Tinta‑Francisca, Tinta‑Miúda, Tintem, Tinto‑Cão, Touriga‑Fêmea, Touriga‑Franca, Touriga‑Nacional, Trincadeira (Tinta‑Amarela), Vinhão, Xara, Zinfandel, Alvar‑Roxo (R), Folgasão‑Roxo (R), Gewurztraminer (R) e Malvasia‑Fina‑Roxa (R) e Pinot‑Gris (R).

BRANCAS: Alvar, Alvarinho, Antão‑Vaz, Arinto (Pedernã), Arinto‑do‑Interior, Assaraky, Azal, Barcelo, Bical, Branca‑de‑Anadia, Cercial, Chardonnay, Chenin, Côdega‑de‑Larinho, Dona‑Branca, Encruzado, Fernão‑Pires (Maria‑Gomes), Folgazão, Folha‑de‑Figueira, Fonte‑Cal, Godelho, Gouveio, Jampal, Loureiro, Luzidio, Malvasia‑Fina, Malvasia‑Rei, Pinot‑Blanc, Rabo‑de‑Ovelha, Riesling, Sauvignon, Semillon, Sercial (Esgana‑Cão), Sercialinho, Síria (Roupeiro), Tália, Tamarez, Terrantez, Trajadura, Uva‑Cão, Verdelho, Verdial‑Branco, Viognier, Viosinho e Vital.

VINHOS TINTOS: Alfrocheiro, Baga, Bastardo, Rufete, Touriga Nacional e Trincadeira (Tinta Amarela).

VINHOS BRANCOS: Arinto (Pedernã), Cercial, Fernão Pires (Maria Gomes), Rabo de Ovelha e Tália.

 

Designação: DOP “Bairrada“

Legislação: Decreto‑Lei n.º 301/2003, Portaria n.º 836/2004, Reg. (CE) 1493/99.

Castas:

VINHOS TINTOS: Alfrocheiro*, Baga*, Camarate*, Castelão (Periquita1)*, Jaen* e Touriga Nacional*, devendo estas representar, em conjunto ou separadamente, no mínimo, 85% do encepamento, não podendo a casta Baga representar menos de 50%; Aragonez (Tinta Roriz), Bastardo, Cabernet Sauvignon, Merlot, Pinot Noir, Rufete, Syrah, Tinta Barroca, Tinto Cão e Touriga Franca.

VINHOS BRANCOS: Arinto (Pedernã), Bical, Cercial, Chardonnay, Fernão Pires (Maria Gomes), Pinot Blanc, Rabo de Ovelha, Sauvignon, Sercealinho e Verdelho.

^